Empresa registra alta demanda por máquinas de fusão e insumos para infraestrutura de rede óptica e confirma a máxima com 50% de aumento no faturamento no primeiro trimestre de 2018.

A BR Distribuidora é parceira da Redex Telecomunicações na distribuição de passivos e equipamentos para infraestrutura de rede óptica, como máquinas de fusão e OTDRs. Estimulada pela demanda crescente no Tocantins, seu Estado-sede, a empresa que atende a todo o Centro Oeste, Pará, Amapá e eventualmente o Nordeste, está construindo um novo Centro de Distribuição em Araguaína (TO), de onde otimizará o processo logístico para atender aos clientes Provedores Regionais.

“Temos quatro lojas, sendo três delas posicionadas em locais estratégicos no Tocantins: Sul, Centro e Norte do Estado. A quarta loja fica no Pará”, diz Benedito Carlos da Silva Filho (Dito), diretor da BR Distribuidora. “Agora, com o investimento no novo Centro de Distribuição, que está sendo construído no centro do País, às margens da rodovia Belém-Brasília (BR 010), ampliaremos ainda mais a nossa capilaridade para atender ao mercado crescente de instalação de redes de fibra óptica no Centro Oeste e Norte”, salienta.

Segundo ele, a BR Distribuidora atua em quatro segmentos de mercado: informática, telefonia residencial e corporativa, segurança por circuito fechado de TV e rede externa de telecomunicações. “Sem dúvida, o segmento que mais cresce é o de rede externa. Inclusive, é principalmente por ele que estamos construindo o novo Centro de Distribuição”, diz ele. “A prova dessa pujança é que o nosso faturamento aumentou 50% no primeiro trimestre deste ano em comparação ao mesmo período de 2017 e esse incremento está totalmente atrelado às vendas para redes de fibra óptica”, complementa.

Além dos cabeamentos de diferentes fabricantes, a empresa comercializa máquinas de fusão, OTDRs e outros equipamentos da Redex. “Escolhemos a Redex porque ela nos fornece equipamentos de qualidade atrelados a conhecimento técnico de alto nível. Estimamos comercializar cerca de 100 máquinas de fusão neste ano e certamente continuaremos tendo os equipamentos fornecidos pela Redex como o carro-chefe”, relata.

Avaliando que o momento de mercado é propício para a implantação de infraestrutura de backbone, o empresário vislumbra comercializar soluções para última milha (FTTH) no futuro próximo, mas já prepara sua equipe e sua estrutura para receber caixas de emenda óptica, splliters e outros equipamentos destinados a essa fase.

Sobre a Redex Telecom: fundada em 1981, a Redex Telecom tem longa experiência em redes de telecomunicações, incluindo a oferta de equipamentos e instrumentos de teste e manutenção de redes, materiais para construção de infraestrutura óptica e metálica, soluções para monitoramento de redes e controle de acesso de infraestrutura física de telecomunicações.

Gostaria de receber nossas novidades no seu e-mail?