Solução da Redex triplica espaço físico para passagem de cabos em redes subterrâneas novas e existentes

Solução da Redex triplica  espaço físico para passagem de cabos em redes subterrâneas novas e existentes

O subduto flexível Maxcell permite individualizar cabos e evita embaraçamentos durante o lançamento de redes de fibra óptica, cabo metálico, TV a cabo ou energia elétrica.

Nas áreas urbanas, onde a ocupação descontrolada dos postes gera as imagens desesperadoras de cabos embaraçados, a passagem de novas redes pelo subterrâneo tem sido a melhor alternativa. Ocorre que mesmo nesses ambientes, apesar de estarem escondidos sob os nossos pés, a ocupação desordenada já é realidade, criando cada vez mais emaranhados de cabos semelhantes àqueles vistos nos postes. Essa situação, diante da necessidade inadiável de ampliarmos a conectividade no país, requer do mercado soluções seguras e eficientes, como os subdutos flexíveis Maxcell. Em suma, eles permitem a centralização e organização de vários cabeamentos simultaneamente, otimizando em até três vezes os espaços físicos para passagem de redes subterrâneas.

Produzido nos EUA e comercializado com exclusividade pela Redex no Brasil, o subduto Maxcell permite organizar as prumadas de cabeamentos das redes subterrâneas à medida que individualiza cada cabo dentro da sua malha flexível, impedindo que eles se embaracem durante o lançamento.  Assim, ele otimiza o espaço físico do subsolo e viabiliza o lançamento de novas redes, mesmo em locais já ocupados.

O Maxcell conta com redutor de atrito, o que facilita o “puxamento” do cabo. Os subdutos são guiados, com guias coloridas para facilitar a identificação durante o puxamento. Com essas qualidades, ele tem viabilizado a instalação de novas redes em subsolos já ocupados em metrópoles como o Rio de Janeiro e São Paulo. Um dos casos conhecidos foi o da Arena Corinthians (agora NeoQuímica Arena), conforme relatou o portal de notícias InfraROI (veja neste link). Na ocasião, a empreiteira só conseguiu viabilizar a passagem de vários cabos de fibra óptica sobre um viaduto graças à aplicação do Maxcell, que venceu, em poucas horas, curvaturas que os dutos rígidos, tradicionais, não venceriam durante o percurso.

Assim como em pontes e viadutos, onde a limitação de espaço para a instalação de dutos rígidos é uma realidade, os prédios residenciais e comerciais também estão lançando mão dos subdutos flexíveis Maxcell para organizar a passagem de cabeamentos de TV a Cabo, fibra óptica e energia. Nesses casos, eles são aplicados dentro dos dutos rígidos e otimizam o espaço interno para que vários operadores possam passar os cabeamentos. O resultado é a ampliação da oferta de operadores de conectividade, favorecendo a competitividade para melhor escolha dos usuários finais nos edifícios.

Os subdutos Maxcell são fornecidos em bobina de fácil manuseio, o que otimiza os custos e operações de transporte, além de ocupar menos espaço no almoxarifado. O produto pode ser opcionalmente fornecido na versão anti-chamas e é altamente resistente a produtos químicos, o que assegura a instalação em ambientes subterrâneos agressivos.

Compartilhe:

Outros artigos

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments